CRM reconhece dr. Beny Schmidt como único patologista neurologista da América Latina

 
 
 
O Conselho Regional de Medicina (CRM) concedeu ao patologista Beny Schmidt o registro de qualificação de Especialista em Neurologia. Com o reconhecimento, o médico tornou-se o único latino-americano que acumula os títulos de patologista e neurologista.

Ao ser reconhecido pelo CRM em duas cadeiras nobres da medicina, não necessariamente ligadas diretamente, Schmidt tornou-se uma sumidade médica inédita na história da medicina brasileira. Apenas um médico na Europa também acumula estes dois títulos.

“É uma honra ser reconhecido como o primeiro patologista neurologista da história da medicina brasileira, no ano em que completo 60 anos. Dediquei parte da minha carreira à neurologia, ensinando a estes especialistas os diferentes capítulos da Patologia Muscular e a interpretar biópsias musculares coletadas no maior arquivo mundial de Patologia Muscular, no setor da investigação de doenças neuromusculares da Unifesp. Acredito que nunca é tarde para receber um reconhecimento como este, ainda mais pelo seu ineditismo na América Latina”, comemora dr. Beny Schmidt.
 
Sobre Beny Schmidt

Beny Schmidt é chefe e fundador do Laboratório de Patologia Neuromuscular da Escola Paulista de Medicina e professor adjunto de Patologia Cirúrgica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Ele e sua equipe são responsáveis pelo maior acervo de doenças musculares do mundo, com mais de doze mil biópsias realizadas, e ajudou a localizar, dentro da célula muscular, a proteína indispensável para o bom funcionamento do músculo esquelético - a distrofina.

Beny Schmidt possui larga experiência na área de medicina esportiva, na qual já realizou consultorias para a liberação de jogadores no futebol profissional e atletas olímpicos. Foi um dos criadores do primeiro Centro Científico Esportivo do Brasil, atual Reffis, do São Paulo Futebol Clube, e do CECAP (Centro Esportivo Clube Atlético Paulistano).

Foi homenageado pela Câmara Municipal de São Paulo com a entrega da Medalha Anchieta e do Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo, como agradecimento por todos os seus feitos em prol da saúde.  Seu pai, Benjamin José Schmidt, foi o responsável por  introduzir no Brasil o teste do pezinho.
 
 
Please reload

MANDE SUA MENSAGEM

Desenvolvido por Mais Comunicativa.