Embutidos: condenação

 

 

 

Se nunca foi novidade que alimentos embutidos e processados faziam mal, na semana passada a Organização Mundial da Saúde (OMS) sentenciou de vez: o consumo destes alimentos aumenta os riscos de câncer.

Estes produtos foram incluídos no mesmo grupo que o cigarro e a fumaça de diesel – potenciais indutores do câncer de pulmão.

 

Segundo a OMS, quem consome 50 gramas de embutidos (linguiça, por exemplo) ou processados (salsicha e bacon) por dia tem 18% mais chances de adquirir câncer no intestino.

A carne vermelha não escapou da classificação – embora tenha recebido uma sentença mais suave: está no grupo abaixo de seus colegas processados ou embutidos.

 

O alerta acabou servindo de estímulo para que entidades ligadas à alimentação saudável se posicionassem. A União Europeia dos Vegetarianos declarou em nota estar “contente” com o aviso.

 

Contraponto

 

O patologista neuromuscular Beny Schmidt discordou, em entrevista ao Comércio, do posicionamento da OMS. “A carne é sabidamente importante para o cérebro humano ter evoluído. A notícia é sensacionalista”, avalia.

Para ele, a maior incidência de câncer está relacionada com a depressão, e não com os hábitos alimentares.

 

Sobre este quesito, ele defende maior equilíbrio nas refeições. “As pessoas estão comendo demais, mas a questão não é o que se come, mas quanto se come. Além disso, o sal é que é muito prejudicial, mas nem ele dá câncer, e sim hipertensão, edemas”, considera. (JGD)

 

Link da matéria: http://www.comerciodojahu.com.br/noticia/1337647/embutidos-condenacao

Please reload

MANDE SUA MENSAGEM

Desenvolvido por Mais Comunicativa.