Músculos Lisos do Aparelho Respiratório – Parte 1

 

Vamos continuar descrevendo os músculos lisos agora no aparelho respiratório que é compreendido pelos pulmões e um sistema tubular que comunica o parênquima pulmonar com o meio exterior.

           

A porção condutora do ar inspirado compreende as fossas nasais, a nasofaringe, a laringe, a traqueia, os brônquios e os bronquíolos. A porção respiratória propriamente dita é representada pelos bronquíolos respiratórios, ductos alveolares, sacos alveolares e os alvéolos.

           

Na porção condutora destaca-se o trabalho dos cílios de toda a superfície mucosa de revestimento. Para a movimentação constante dessas estruturas há necessidade de uma proteína dineica (dineína) que faz o deslizamento dos microtúbulos dos mesmos, assim como dos espermatozoides. Essa proteína corresponde morfologicamente aos filamentos de actina e miosina de toda musculatura.

 

O músculo liso está presente também ao nível dos folículos pilosos das fossas nasais e constituem a primeira barreira importante à entrada de ar nas vias aéreas, retendo as partículas grosseiras de pó.

 

Logo após os músculos lisos são fundamentais na laringe ao nível das segundas pregas vocais ou cordas vocais verdadeiras, externamente ao tecido conjuntivo-elástico, os assim chamados músculos intrínsecos da laringe.

Quando o ar passa através da laringe esses músculos podem contrair-se ou relaxarem modificando os diâmetros das aberturas das cordas vocais, e, portanto, são corresponsáveis essenciais no ser humano pelos sons, com diferentes tonalidades que somos capazes de produzir.

 

Nossas palavras, discursos e o canto dependem dessa musculatura. A musculatura lisa na traqueia é mais exuberante na sua região dorsal, voltada para o esôfago que é desprovida de cartilagem, na parte cartilaginosa há menos musculatura.

           

Descendo pelo sistema condutor encontramo-nos com os brônquios que após curto trajeto penetram literalmente nos pulmões, na região dos hilos pulmonares juntamente com as artérias, veias e vasos linfáticos.

           

A musculatura lisa dos brônquios encontra-se abaixo da mucosa e sua lâmina própria e acima da cartilagem. 

           

A contração dessa musculatura controla a entrada de ar inspirado que é uma função totalmente ativa do nosso organismo.

           

Na inspiração a contração dos músculos estriados intercostais e do diafragma são fundamentais, eles levantam as costelas e abaixam o assoalho da cavidade torácica aumentando o diâmetro dos pulmões para a expansão pulmonar.

 

           

Na semana que vem tem mais, até lá se Deus quiser.

 

Abraço!

Dr. Beny Schmidt

Please reload

MANDE SUA MENSAGEM

Desenvolvido por Mais Comunicativa.