Músculo Liso IV e as Células Endoteliais O Metabolismo Intermediário

 

Na semana passada descrevemos a união entre as células dos capilares e das vênulas, local onde se dão as trocas gasosas e de moléculas entre o sangue e os tecidos. Nesse local a circulação sanguínea é lenta para permitir que isso aconteça. Do lado das células endoteliais, elas não representam um "simples revestimento de tubos orgânicos", muito pelo contrário, as células endoteliais exercem funções metabólicas de fundamental importância fisiológica.

 

Os endotélios dos capilares, mais as fibras reticulares e o tecido conjuntivo formam uma rede contínua, um manto que envolve todo o embrião, denominado sistema retículo-endotelial (SRE).

Nesse contexto, as células endoteliais são ativas, por exemplo, na conversão da angiotensina I em angiotensina II, conversão de mediadores químicos, como bradicinina, serotonina, noradrenalina, trombina e de outras, moléculas biologicamente ativas em compostos inertes, degradação de liproteínas com liberação de triglicérides (fornecedores de energia) e colesterol utilizados na formação de membranas e hormônios, produção de fatores vasoativos como endotelinas (vasoconstritores) e óxido nítrico (relaxante da musculatura vascular) e tem ainda uma função antitrombogênica, impedindo que o sangue coagule.

 

É importante lembrar que quando o endotélio sofre uma lesão, o sangue entra em contato com o tecido conjuntivo (colágeno) adjacente e induz uma agregação plaquetária, predispondo junto com a fibrina a formação de trombos. Esses trombos podem crescer e obliterar os vasos sanguíneos.

 

Ressalto que esses trombos são de importância na medicina pois podem resultar nos infartos, cada

vez mais frequentes na nossa sociedade. 

 

É fundamental, portanto, manter a integridade do revestimento endotelial no organismo.

 

Na próxima semana faremos uma breve pausa no músculo liso para descrever um pouco melhor o sistema retículo endotelial e do que se trata esse tal de metabolismo intermediário.

 

Acho isso muito legal, passar essas informações aos alunos e àqueles interessados por ciência, pois se a razão não é capaz de explicar a vida, o estudo desse sistema nos permite pelo menos ter uma ideia bacana de como a nossa vida funciona do ponto de vista fisiológico.

 

Abraço e até a próxima semana, se Deus quiser!

Dr. Beny Schmidt

Please reload

MANDE SUA MENSAGEM

Desenvolvido por Mais Comunicativa.